A expansão da energia eólica no brasil e no mundo

A energia eólica é produzida através da força do vento e gerada através de aerogeradores. Em suma, a força do vento move hélices ligadas a uma turbina que aciona um gerador elétrico. É uma energia renovável, abundante e limpa.

Por conta disso, a tendência é de que, cada vez mais, a fonte eólica ocupe maior espaço na matriz energética mundial. A necessidade de independência do petróleo e a preocupação com problemas ambientais são os principais propulsores do uso de fontes alternativas de energia. Assim, fontes como a eólica, solar e os biocombustíveis estão ganhando mais notoriedade no meio energético.

Como uma fonte em expansão, a energia eólica têm se destacado principalmente em países como a China e Estados Unidos. Tais países lideram a capacidade eólica instalada nos últimos anos. Convém ressaltar, também, a Europa, que atualmente possui 205 GW de capacidade. Em 2019, a fonte eólica cobriu 15% da demanda de eletricidade no continente.

A energia eólica nas Américas

Em relação ao Brasil, no ano de 2018 o país ficou em 5º colocado no ranking mundial de capacidade eólica, segundo dados divulgados pelo Global Wind Energy Council (GWEC). O país se destaca entre os países da Américas do Norte, Central, do Sul e Caribe, ocupando o quarto lugar entre os países que mais instalaram parques eólicos nos últimos 10 anos. 

De acordo com o relatório, o Brasil aumentou a geração eólica em 745 MW, atrás da Argentina com 931 MW, México com 1.284 GW e Estados Unidos, com mais 9.143 GW instalados. Assim, pode-se observar que, embora o Brasil esteja bem colocado a nível mundial em relação à capacidade instalada, a instalação de parques eólicos não está sendo competitiva o suficiente.

Leia também: Instalação de sistemas de energia solar em telhados triplica no Brasil em 2019

Em um panorama geral, a potência de energia eólica instalada nas Américas cresceu 221,7% nos últimos 10 anos. Segundo dados, ocorreu um salto de 46 GW para 148 GW nesse espaço de tempo. A expectativa do GWEC é que a capacidade da região aumente para 220 GW entre 2020 e 2024, com a instalação de mais 72 GW no período. 

gráfico da capacidade global de energia eólica e adições anuais
Energia eólica offshore em crescimento

A energia eólica offshore é a que se obtém a partir da força do vento que sopra em alto mar. É uma opção rentável , pois o vento alcança uma velocidade maior e mais constante, devido à inexistência de barreiras.

Esse mercado de energia eólica offshore vem progredindo muito nos Estados Unidos, depois de conquistar a Europa. A previsão é que o país construa parques em grande escala até 2023, com a expectativa de atingir 10 GW até 2026.

O Brasil também está procurando explorar o mercado offshore. Para tanto, devem ser direcionados investimentos e maior visibilidade para projetos específicos. De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética, o país tem potencial de implantar até 700 GW de energia eólica offshore. 

Assim, tal modalidade de energia pode contribuir para o crescimento da fonte eólica no Brasil, com a construção de grandes parques em alto mar e elevada geração de energia. 

Confira um infográfico que explica como funciona um sistema offshore de energia eólica: 

gráfico explicativo sobre energia eólica offshore

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Henrique Horst Figueira

Henrique Horst Figueira

Gerente comercial do INRI e doutorando em Engenharia Elétrica - UFSM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email